quarta-feira, 5 de agosto de 2015

O barato sai caro


Ao longo dos anos temos encontrado situações muito difíceis oriundas de compras on-line de estruturas usadas. Este espaço recebeu a nossa visita, já está 100% funcional, cumpre a EN1176, no entanto, o preço final ficou superior à compra da estrutura em bruto.


Regras inadequadas,
danos nas redes,
utilização de fitas com
elementos cortantes
Espumas sem densidade,
acesso facilitado ao escorrega,
falta de parafusos sem cabeça
no escorrega
Por vezes, o preço é de facto apelativo e o negócio deve ser considerado, nós podemos ajudar na montagem mas tenha em mente o seguinte:


  1. As redes são reutilizáveis mas apresentam sempre desgaste e perdas até 70%;
  2. As espumas são reutilizáveis mas ficam vincadas, o aspecto é muito degradado;
  3. Existem vários tipos de espumas, hoje em dia usamos espumas revestidas, são mais duráveis e muito simples de limpar;
  4. Nas fitas sem cabeça, temos perdas mínimas de 50%;
  5. Finalmente, raramente é fornecido o esquema de montagem com medidas, livro de manutenção e outros elementos que V. permitam fazer fé pública da conformidade à legislação nacional.

A nossa ideia com este artigo é alertar para as dificuldades neste tipo de negócio mas também mostrar disponibilidade para os "remontar" com a qualidade esperada.

Estrutura com vários elementos
de valor elevado
Como nota final, existem componentes cuja durabilidade e qualidade devem ser consideradas. Os escorregas rotomoldados têm valor e alguns componentes em ferro, desde que se conheça a proveniência, também.

Bons negócios, :)

Sem comentários:

Publicar um comentário